SAGRADA BANDEIRA, MÃE GENTIL !

Compartilhe em suas redes sociais!

O P I N I Ã O – Carlos Ferreira

Carlos Ferreira

Ó Pátria amada
Idolatrada
Salve! Salve!

Eu sou o querido símbolo da terra; eu sou o esplendor do
Cruzeiro do Sul.
Símbolo augusto da paz.
Minha nobre presença, e grandeza,
Vos traz o pavilhão da Justiça e do Amor.

Eis que sou,
Sempre sagrada bandeira, de onde meu seio formoso retrata este Céu de
Puríssimo azul, lindo pendão da esperança.

Aos filhos deste solo, como
Mãe gentil, eu a todos conclamo:

Percorri vários mundos até chegar aqui.
Sacrifiquei coisas…
Coisas que eu não queria sacrificar.
Minha luta não é contra vocês, mas vocês são o último
Obstáculo entre mim e meu inimigo. E se for preciso, irei me render,
Novamente. Porque a minha luta é contra o poder que se outorga
Autoridade… contra aqueles que tem espelhado crueldade em seu nome.
Contra aqueles que desejam dividir para poder controlar, que ergueram mundos alicerçados
Em privilégios e no direito divino,
Ao invés do cuidado e das necessidades desses filhos de quem sou
Mãe gentil.

Eis que sou,
Sempre sagrada bandeira, de onde meu seio formoso retrata este Céu de
Puríssimo azul, lindo pendão da esperança.

Eu luto pela liberdade do conhecimento, e ao invés das
Mentiras, intolerância e preconceitos, eu luto pelas possibilidades que a
Compreensão, a verdade e a aceitação oferecem.

Mas eu não posso conquistar nada sozinha. Vou precisar de ajuda e apoio. De vocês todos que
são os filhos dessa imensa Nação brasileira.

Que possamos nos unir, em alma, espírito e conduta; e juntos construirmos uma República do
Céu no alto, e uma República das ideias na terra. Uma Nação onde as cicatrizes da nossa
História recente podem ser curadas pelas possibilidades que a compreensão, a verdade e a
Aceitação oferecem.

Pelo cuidado e pelas necessidades de todos os filhos de quem sou a
Mãe gentil.

Às vezes, a verdade não é boa o bastante. Às vezes, as pessoas merecem mais. Às
Vezes, merecem ter toda a sua fé recompensada. Não somos um cachorro perseguindo
Carros. Eu mesma nem saberia o que fazer se alcançasse um.

Há uma linha tênue entre devoção e ilusão. Nenhuma dessas tem relação com cuidado e
Necessidades. Nenhuma diz respeito ao que proponho.
Mas devo alertá-los:
Não há espaço para a neutralidade. Ou estarão comigo, ou contra mim.

Então, o que vai ser?
Me respondam !
ME RESPONDAM !!!

Carlos Ferreira
Colunista
de O Estado Brasileiro

%d blogueiros gostam disto: