Petróleo Brent cai ficando abaixo de 100 dólares e bolsas internacionais em queda

ECONOMIA –

Os preços do petróleo ampliaram as perdas nesta terça-feira (15), em meio a expectativa de demanda mais lenta com a desaceleração do crescimento econômico chinês e de avanços nas negociações de cessar-fogo entre a Rússia e a Ucrânia.

As variações não deverão afetar os preços dos combustíveis no Brasil, pelo menos por enquanto, devido as instabilidades dos valores.

Bolsa de Hong Kong fechou em queda de 6,20%.
Xangai registrou baixa de 4,95% por preocupações com o aumento de casos de coronavírus na China.

Por volta de 9h (horário de Brasília), o petróleo do tipo Brent era negociado em queda de 7,17%, a US$ 99,24 o barril, e o contrato do petróleo WTI tinha baixa de 7,70%, cotado a US$ 95,08 o barril.

Na segunda-feira, o Brent já tinha recuado US$ 5,77, ou 5,1%, e fechou a US$ 106,90 o barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) caiu US$ 6,32, ou 5,8%, para fechar a US$ 103,01.

“As expectativas de desenvolvimentos positivos nas negociações de cessar-fogo Rússia-Ucrânia reforçaram as esperanças de aliviar o aperto no mercado global de petróleo”, disse Toshitaka Tazawa, analista da Fujitomi Securities.
“Os novos bloqueios para conter a pandemia de Covid-19 na China também levantaram preocupações com a demanda mais lenta”, complementou.

Bolsas internacionais

Ásia – as principais bolsas de valores da Ásia fecharam em forte baixa nesta terça-feira, com o aumento de casos de Covid-19 na China ameaçando as perspectivas para a segunda maior economia do mundo.

Hong Kong – encerrou a sessão em queda de 6,20%
Xangai – registrou retrocesso de 4,95%, prejudicada pela baixa expressivas dos valores das empresas de tecnologia devido ao confinamento da cidade chinesa de Shenzhen. Tóquio – encerrou a sessão em leve alta de 0,15%.

Houve reações do mercado às possíveis sanções contra a China caso Pequim atenda o pedido da Rússia de ajuda militar e econômica para a guerra na Ucrânia.

Europa – iniciou o dia em baixa.

Frankfurt operava com queda de 1,27%.
Paris – recuando 1,30% e Madri perdendo 0,22%.
A Bolsa de Londres tinha baixa de 0,88%.

Da Redação O Estado Brasileiro

Compartilhe!

Relacionadas:

%d blogueiros gostam disto: