Notícia crime contra Bolsonaro é apresentada pelo STF

Ouça esta matéria, enquanto estiver em trânsito ou em outra atividade.

OUÇA ESTA E OUTRAS MATÉRIAS NO NOSSO PORTAL 100% DIGITAL

Advogados tiveram reuniões com o GSI e com a Abin por envolvimento de funcionários da Receita Federal – é a alegação apresentada pela deputada do PT, que acusa o governo por suposto envolvimento de funcionários da Receita Federal a pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro.

Ricardo Lewandowski, Ministro do STF

O ministro Ricardo Lewandowski, enviou à Procuradoria Geral da República (PGR) uma notícia crime contra o presidente Jair Bolsonaro por envolvimento do governo na defesa do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), acusado de chefiar um esquema de peculato (rachadinha) no Rio de Janeiro. O procedimento pode resultar em responsabilização penal.

O encontro foi denunciado pela Revista Época e a ação foi protocolada pela deputada Natália Bonavides (PT-RN). Ela alegou que os advogados do senador se reuniram com o presidente, com o ministro Augusto Heleno, chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), e com Alexandre Ramagem, diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

Queiroz e Flávio

Flávio Bolsonaro é acusado de chefiar uma organização criminosa, crime de peculato e lavagem de dinheiro

Fabrício Queiroz é tido como o administrador do criminoso caixa, amigo de longa data da família Bolsonaro e hoje está em prisão domiciliar.

A PGR, sob o comando de Augusto Aras, que tem se mostrado grande defensor do presidente e sua família, vai avaliar se existem elementos suficientes na notícia-crime que justifiquem a abertura de investigação formal por tráfico de influência e advocacia administrativa.

O Ministro Ricardo Lewandowski já se tornou alvo de bolsonaristas nas redes sociais, como já se poderia esperar, não fugindo da tendência em assassinar a reputação de qualquer um que se envolva no andamento correto de ações que possam afetar a já tão desgastada imagem do presidente.

Da Redação O Estado Brasileiro
Fonte: Mídias nacionais e boletins de agências de notícias

%d blogueiros gostam disto: