Desalento ou reação?

O P I N I Ã O – Eliana França Leme

De fato, é desalentador ver nosso país nas mãos de um golpista sem escrúpulos.

Parodiando o grande poeta da nossa língua portuguesa, o presidente é um fingidor. Finge tanto acreditar em fraude eleitoral que deveras leva a milhões a acreditarem no seu fingimento.

Dessa forma, como está na cara, prepara uma revolta no mais puro estilo Trump, para tumultuar o resultado das eleições de 22 , a não ser que ele mesmo vença e no primeiro turno. Daí não se falará mais nisso.

É única coisa que lhe interessa. Ora, se temos 15 milhões de desempregados, 30 milhões de sub-empregados e mais 6 milhões de desalentados passando por severas dificuldades, isso não é problema dele.

Sequer a pandemia lhe diz respeito. Que seus ministros se ocupem disso.

E daí se não conseguirem domar a inflação, o desespero e a fome? E daí se milhoes de crianças estão sofrendo por consequência? É da vida! Chega de mimimi.

Vejam quantas gente de bem foi às manifestações apoiá-lo no domingo! E os motoqueiros? Todos pedindo o voto impresso! Isso sim são patriotas corajosos vestindo verde-amarelo sem máscara, enrolados na bandeira nacional.

Os demais, ou seja, os que se constrangem com essa demonstração nazi-fascista, são todos maricas e ponto final, pois quem manda aqui é ele, o mito, o Messias, o enviado de Deus! Taokey?

Nós outros que nos recusamos a aceitar esse cenário fake, vamos engolir tudo isso ou vamos reagir à altura, obviamente, dentro da legalidade, através do voto secreto, depositado na urna eletrônica totalmente segura e confiável e tirar de lá esse mitômano e torturador das mentes sãs?

Eliana França Leme
Colunista

Compartilhe nas suas redes sociais!

%d blogueiros gostam disto: