Decrepitude Geral

Vamos fazer diferente, vamos direto ao ponto: Luiz Inácio Lula da Silva está decrépito. Isso mesmo, Lula está em estado de adiantada velhice, ou se preferir, estado de caducidade, caduco.

Perto de completar 80 anos Lula é um arquétipo do Lula paz e amor de 2002, quando domou um partido até então indócil, e adotou, convenientemente, uma imagem política mais moderada visando agradar o mercado financeiro e a desconfiança internacional, para chegar à Presidência da República após três tentativas fracassadas, e tendo como aliados parceiros/companheiros que protagonizariam mais tarde os maiores escândalos da história do Brasil.

O Lula de hoje, quase senil, não pode ficar só como gostava, é necessário ser tutelado. Pior, é proibido falar livremente. Não lhe é permitido falar de improviso como fazia no passado, pois o risco de falar insanidades é avaliado como altíssimo. Aquele animador de auditório verborrágico deu lugar a um boneco de ventríloquo.

Sozinho com um microfone na mão, alguns poucos holofotes ou flashs faz discursos que rementem à guerra fria, à queda do muro de Berlim. Não se renovou. A mente de Lula está presa às lembranças antigas, por exemplo, quando elogia a ditadura de Cuba, fazendo alusão ao assassinato de George Floyd no EUA:

 “Você não viu nenhum soldado em Cuba com o joelho em cima do pescoço de um negro, matando-o (…)”.

Já com relação a temas atuais o ex-presidente foge como um demônio à cruz, por exemplo? Fale em corrupção que Lula corre esbaforido. Mas, se falar, em gastos públicos, se apressa a discorrer sobre acabar com o teto de gasto. Controle, para que, não é mesmo?

Nunca é demasiado lembrar que a Polícia Federal do Brasil considera a Operação Lava Jato a maior investigação de corrupção da história do país, e o Departamento de Justiça dos Estados Unidos considera o esquema de corrupção do Grupo Odebrecht, Construtora Norberto Odebrecht (CNO), investigado pela Lava Jato, como o maior pagamento de propina da história mundial. Isso não é pouco, é sem dúvidas a maior obra de Lula, do PT, e de seus comparsas.

Enfim… até o dia 2 de outubro de 2022, domingo, às 17h00, horário de Brasília, assistiremos um boneco de ventríloquo tentar encantar seu auditório tocando uma flauta com velhas canções recauchutadas por marketings pagos sabe-se com qual recursos. Perdão! Segundo Gilmar Mendes, aquele um lá do STF, com grana pública.

Em tempo, segundo a mesma fonte do STF, o PT, com as verbas desviadas da Petrobras, “tem dinheiro para disputar as eleições até 2038” e “deixaria uns caraminguás para os demais partidos”.

É ou não é uma decrepitude geral?

Professor Lauro Fontes
Escritor e Analista Sociopolítico

%d blogueiros gostam disto: