Com Bolsonaro milícias crescem

Ouça esta matéria, enquanto estiver em trânsito ou em outra atividade.

Impressiona e assusta o crescimento das milícias, que hoje controlam 57% do território do município do Rio de Janeiro, superando em quase quatro vezes o crime organizado do tráfico de drogas, que mantém 15% no Mapa dos Grupos Armados. Um de cada três moradores vive sob o terror desses dois tipos de banditismo. As milícias cresceram muito desde a intervenção militar na segurança do Estado, decretada por Temer de fevereiro a dezembro de 2018 e sob a chefia do general Walter Braga Netto, hoje chefe da Casa Civil de Bolsonaro, que defendeu milicianos amigos na Câmara dos Deputados. A mesma defesa foi feita em 2019, primeiro ano de seu governo, pelo ministro da Defesa, chefe dos comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica, general Fernando Souza e Silva, que disse na Câmara que esse tipo de máfia surgiu “com boa intenção de ajudar as comunidades” mas se desvirtuaram.
Direto ao assunto.
Inté. E só a verdade nos salvará.

José Nêumanne Pinto

%d blogueiros gostam disto: