abr 27

Temer não vai interferir na Lava Jato e descarta nomes contrários à operação

Sabedor de que ministros do governo Dilma serão presos, após a perda do foro privilegiado e que o PT jura vingança e declara abertamente boicote ao novo governo, o vice presidente toma uma importante posição.
Temer e seus assessores ainda buscam um nome para o Ministério da Justiça. Procuram um jurista consagrado, mas que não tenha antipatia pela Lava Jato.

O ainda vice presidente está em contato com as instituições que agem e dão suporte a limpeza que ocorre atualmente, buscando não esquecer daquelas que garantem a segurança e soberania.
Ele tem uma difícil tarefa de reconstrução e correção dos rumos da Nação. Enfrentará oposição às ações impopulares que terá de implantar e não pode cometer nenhum erro, já que tem abertamente a ameaça do PT de que estarão boicotando qualquer ato do “governo ilegítimo”, como insistem em qualificar.

lavjatoO vice-presidente Michel Temer disse nesta quarta-feira (27) a ÉPOCA que o ministro da Justiça no cada vez mais provável governo do PMDB “não se imiscuirá” na Lava Jato ou no trabalho da Polícia Federal. Temer ainda não definiu um nome para o cargo, mas já descartou o advogado Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, seu amigo há décadas. Mariz já se manifestou contrariamente à Lava Jato.

Disse Temer: “Não posso, não devo e não irei interferir na Lava Jato, caso venha a ser provisoriamente presidente da República. Mesmo que pudesse interferir, jamais o faria. Como constitucionalista, tenho plena ciência dos meus deveres institucionais”. O vice foi além: “Qualquer que seja o ministro da Justiça, será alguém comprometido com o bom andamento da Lava Jato e com a autonomia da Polícia Federal. Essa será a diretriz do nosso governo”.

Leia também:
O que exigir de Michel Temer? – Gen Paulo Chagas
General entra com representação contra deputados que exaltaram Prestes, Marighela e Lamarca
A calúnia de sempre – Gen Augusto Heleno
General pede que Dilma dê explicações sobre atentado em 68
Temer & Forças Armadas – próximo Ministro da Defesa passará pela aprovação do Alto Comando

O vice-presidente, que foi citado na proposta de delação do empreiteiro José Antunes Sobrinho, se disse tranquilo quanto às investigações. Elogiou os procuradores e delegados que tocam a Lava Jato. “A Lava Jato é uma coisa muito boa para o Brasil. Já disse e repito. É preciso que as investigações prossigam com total tranquilidade”.

Temer e seus assessores ainda buscam um nome para o Ministério da Justiça. Procuram um jurista consagrado, mas que não tenha antipatia pela Lava Jato – ou seja, uma tarefa difícil.

da Redação OEB
com conteúdo Época

1 comentário

  1. Parabens, Temer! O Brasil esta com vossa excelencia! Deixe a PF trabalhar e limpar esse pais. Parabens a O Estado Brasileiro tambem. Um site bem bolado e organizadinho. O nome tambem foi bem bolado. Vi por varias vezes no Facebook ate que decidi visita-lo. Como parece de grande futuro decidi tambem fazer o primeiro comentario!

    Um abraco a toda a equipe de O Estado Brasileiro.

    Aqui tem futuro!

%d blogueiros gostam disto: