abr 18

O golpe das novas eleições que o PT propõe

Inconformados com as sucessivas derrotas que os levam ao calabouço, prestes a se afogarem sozinhos no barco que rapidamente afunda, o PT vai lançar uma nova proposta.
Essa, busca “realizar os anseios do povo brasileiro” e tornar o próximo governo “legítimo”.
Desde que o próximo governo não tenha Temer na cadeira da presidência.
Quem sabe um “PresidenTo” dessa vez, “legitimamente” eleito pela população, ou pelas urnas bolivarianas.

PT aprecia nesta segunda, uma campanha por novas eleições para presidente

Urna eletrônica

Urna eletrônica.  (???)

O diretório nacional do PT vai apreciar nesta segunda-feira, 18, a proposta de lançar uma campanha nacional pela realização de novas eleições para a Presidência. A proposta será apresentada pelo secretário nacional de Finanças do partido, Márcio Macedo.

“Vou defender que o PT não aceite nem apoie um governo que não veio das urnas, discutir qual futuro nós queremos e a realização de eleições diretas para presidente do Brasil”, disse o dirigente petista.

A realização de novas eleições vem sendo discutida no PT e no governo há mais de um mês e ganhou força na última semana, com a iminência da aprovação pela Câmara do prosseguimento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O deputado Wadih Damous (PT-RJ), um dos mais influentes deputados da bancada petista na Câmara, também defende a proposta. Na entrevista que concedeu quarta-feira, 13, Dilma também disse “respeitar uma proposta que venha das urnas”. Desde ontem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi contrário à proposta, passou a admitir a possibilidade.

“O Brasil está retrocedendo 31 anos, que foi quando o Colégio Eleitoral elegeu Tancredo Neves de forma indireta”, disse Márcio Macedo.

da Redação OEB
%d blogueiros gostam disto: