«

»

Mercado Financeiro

Acompanhe os principais indicativos da economia no Brasil e o no mundo

Dolar & Euro atualizados

Dólar – últimas variações mensais

Euro – últimas variações mensais


Resumo das principais Bolsas do Planeta

Indicadores de inflação

Você realmente sabe o que é inflação?

A inflação é um conceito econômico para representar o aumento dos preços dos produtos e serviços em um país ou região durante determinado período. Por exemplo, uma cesta básica que custe R$100,00 em determinado mês, irá custar R$110,00 no mês seguinte caso a inflação seja de 10% ao mês.

Pode-se dizer que a inflação afeta o poder aquisitivo do consumidor, pois o reajuste salarial de um trabalhador não ocorre mensalmente. Sendo assim, quanto maior for a inflação, menor será o poder aquisitivo, sendo necessário uma quantidade maior de dinheiro para adquirir os mesmos produtos ou serviços.

Quais os tipos de inflação?

Em função da magnitude das altas dos preços, a inflação é classificada em três tipos distintos:

  • Inflação de demanda –É caracterizada pela alta demanda de um determinado setor, ou seja, o consumo é maior do que a capacidade de produção do país.
  • Inflação de custos – Ocorre por causa da elevação dos custos de produção (máquinas, matéria-prima e principalmente mão de obra) dos produtos.
  • Inflação estrutural – Ocorre em função da ineficiência da infraestrutura envolvida no processo de produção. Por exemplo, a má conservação das estradas e portos de um país, necessários para a distribuição de um produto, acaba gerando gastos que são repassados ao preço final.

Quais as causas da inflação?

São várias as causas para o aumento da inflação em um país. De maneira mais geral, o principal fator tem origem no desequilíbrio entre a demanda e a oferta. Dentre as principais causas para o aumento da inflação podemos destacar:

  • Excesso de gastos – Aumento rápido do consumo sem que haja quantidade suficiente de produtos e serviços. Dessa forma, os compradores passam a competir pela oferta, que é  escassa.
  • Aumento dos lucros – Umas das causas para o aumento da inflação é o aumento dos lucros, que ocorre quando a concorrência diminui na economia: as empresas aumentam os preços e não perdem seus clientes.
  • Aumento dos preços ou falta de matéria-prima – Quando há aumento no valor da matéria-prima ou a falta dela para a fabricação de determinado produto, o preço final aumenta, ficando difícil para o país contornar esse tipo de inflação.
  • Inércia – Ocorre quando a economia de um país já está tomada pela inflação. Por exemplo, trabalhadores exigem aumento salarial, empresas tentam garantir lucro e assim por diante.
  • Aumento de salários mais rápido do que a produtividade – Se os salários aumentarem sem que haja ao mesmo tempo aumento na produtividade, os custos de produção ficarão mais caros e é provável que esse descompasso seja repassado ao consumidor no preço final para que o lucro não seja perdido.
  • Excesso de moedas em circulação – A inflação também pode aumentar caso a quantidade da moeda (no Brasil, o Real) em circulação seja maior do que a produção de bens e serviços.

Consequências da inflação

É fato que a inflação pode ser prejudicial para a economia de um país, podendo gerar diversos problemas e distorções econômicas. Vale ressaltar que as taxas de inflação são aquelas que ficam acima de 6% ao ano. Dentre as principais consequências podemos destacar:

  • Desvalorização da moeda – A moeda tende a perder o seu valor com o tempo. Além disso, trabalhadores que não têm reajustes salariais não conseguem adquirir os produtos ou serviços que costumavam adquirir em função dos constantes reajustes de preços.
  • Alta do dólar e aumento dos produtos e serviços importados – Enquanto a moeda do país se desvaloriza devido à inflação, outras (principalmente o dólar) fazem o inverso. Com isso, produtos e serviços importados ficam mais caros e, consequentemente, a inflação aumenta ainda mais.
  • Queda dos investimentos no setor produtivo – Em um país tomado pela inflação, muitos investidores passam a deixar o dinheiro aplicado em bancos, ao invés de investir no setor produtivo.
  • Clima econômico desfavorável – Um país que sofre com a inflação é visto de forma negativa no mercado internacional. Como consequência, empresas evitam fazer parcerias e investimentos.
  • Elevação das taxas de juros – O país aumenta as taxas de juros como forma de controlar a inflação.
  • Aumento do desemprego – Países que não conseguem controlar ou baixar a inflação sofrem, em longo prazo, com o aumento das taxas de desemprego, pois há uma diminuição dos investimentos no setor produtivo.

Órgãos e Institutos responsáveis

O principal responsável pelo cálculo de variações do custo de vida (Inflação) é o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Ele tem a função de apurar o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor), o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) e o IPC (Índice de Preços ao Consumidor).
Além do IBGE, a Fundação Getúlio Vargas, com sede no Rio de Janeiro, é o órgão privado responsável pelo cálculo periódico dos índices IGP, IGP-10, IGP-M, IGP-DI, IPA, INCC e IPC. A apuração do índice de Preços ao Consumidor (IPC) é de responsabilidade da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo. O calendário de divulgação dos índices de inflação no país é divulgado todos os dias no site Portal Ibre.

Fonte/parceria: Debit .com.br

Acompanhe nossa seção ECONOMIA – Notícias atuais.

Link permanente para este artigo: http://oestadobrasileiro.com.br/mercado-financeiro/

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

Deixe uma resposta