«

»

Instituições civis e militares a todo vapor, enquanto Lula depõe na PGR

bandeira do brasil tremulandoO Brasil já mostra características de mudanças e, muitas delas, radicais

O modus operandi, postura, velocidade e união de esforços são os sinais mais evidentes notados nas instituições

Analisamos, aqui, as principais movimentações, o que nos fornece subsídios para projetarmos o que deverá ocorrer nos próximos dias.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva prestou depoimento nesta quinta-feira (07-abr) pela manhã à Procuradoria Geral da República em Brasília em inquérito da Operação Lava Jato. Não há informações sobre o processo para o qual ele foi ouvido. O ex-presidente é investigado por suspeita de receber pagamentos de empreiteiras envolvidas no esquema de corrupção na Petrobras. Ele estava acompanhado do advogado e ex-deputado petista Sigmaringa Seixas. Lula deixou Brasília para voltar a São Paulo.

A mídia não destacou por falta de informações. Tudo que se sabia, e se sabe até agora, é que o suspeito (por enquanto) foi ouvido e liberado.

O que se nota, é que há um relativo compasso de espera enquanto corre o processo de impeachment que, encerrado, deverá desencadear uma série de ações, com o PT já abatido, caso o desfecho seja o que a Nação espera com muita ansiedade.

Enquanto isso…

A Força Tarefa da Lava Jato trabalha a todo vapor e com discrição.

Os grupos de ações ativistas trabalham duramente na pressão contra os favoráveis ao governo.

A oposição não descansa, sequer, no sábado e domingo em suas articulações.

Os ministros do STF refletem e assistem a Nação unida contra o governo, seus tentáculos e qualquer um que tente blindar os corruptos.

A PM passa a agir com rigidez contra os que aterrorizam a ordem, causando até baixas no MST pela primeira vez, num claro aviso de que o tratamento mudou muito e as posições estão se invertendo rapidamente.

As Forças Armadas em prontidão – como sempre esteve – mas, dessa vez aguardando para, a qualquer momento, atender o chamado de reforço ao trabalho da PM, cientes que ao entrarem em campo, o objetivo será de combate efetivo a todo e qualquer movimento radical que ameace a segurança e a ordem pública.

Enfim, todas instituições se alinham em apenas um caminho – o da manutenção do processo democrático e retomada do desenvolvimento social, cultural, educacional, econômico e financeiro do Brasil, destruídos por uma facção que tomou o poder por vários anos.

Enquanto isso, aqueles que se sentem tentados a seguir na contramão da moral e da ética, pensarão muito antes de cometerem os delitos impunes de tempos de outrora.

da Redação OEB
Fontes: Veja.com, Estadão e fontes deste portal

Link permanente para este artigo: http://oestadobrasileiro.com.br/instituicoes-civis-e-militares-a-todo-vapor-enquanto-lula-depoe-na-pgr/

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

1 comentário

  1. Célia Jardim

    É muito bom ler fatos assim, saber que o Brasil “de hoje” está em alerta, é a maior certeza que nada será como antes!

Deixe uma resposta