«

»

Gráficas da campanha Dilma/Temer são alvos da PF. Há, sim, o que temer…

“Diga-me com quem andas…”
O presidente, que anunciou estar trabalhando pela estabilização do País nessa terça, sofre com a possibilidade de cassação. Pelo que se mostra, a Polícia Federal também não está descansando no que seria o recesso.
Os alvos deverão revelar ainda mais elementos para sustentar uma futura e breve decisão judicial que, segundo o próprio Temer, deverá ser “rebatida” até a última instância.
A chapa está quente com a investigação.

dilma_e_temerGráficas da chapa Dilma/Temer são alvos de operação da PF na manhã dessa terça-feira

A operação pode cassar o presidente Michel Temer

A Polícia Federal realiza na manhã desta terça-feira, 27, uma operação para verificar a capacidade de empresas subcontratas por gráficas que receberam valores da chapa Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB). A ação foi autorizada pelo ministro Herman Benjamin, relator do processo no Tribunal Superior Eleitoral que pode levar à cassação da chapa vitoriosa de Dilma e Temer. Estão na mira empresas que foram subcontratadas pela gráficas Red Seg Gráfica, Focal e Gráfica VTPB. Não há mandados de prisão, os agentes federais cumprem mandados eleitorais contra as empresas.

O Conselho de Controle de Atividades Financeiras, criado por determinação do TSE para analisar as contas da campanha da chapa Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (PMDB), encaminhou um laudo ao ministro Herman Benjamin.

Nas 80 páginas do documento, os peritos apontam indícios de “desvio de finalidade” dos recursos da chapa. O próprio Ministério Público Eleitoral também analisou o relatório e apontou a existência de indícios de “fortes traços de fraude e desvio de recursos” da campanha. Diante do documento, o ministro Herman Benjamin deu nesta sexta-feira, 16, o prazo de cinco dias para as partes envolvidas na ação de manifestarem.

Um das gráficas que prestaram serviços à chapa, a Focal, recebeu cerca de R$ 24 milhões de reais e já foi alvo da Lava Jato. Segundo maior fornecedora da campanha petista em 2014, a empresa pertence a Carlos Roberto Cortegoso. O empresário é investigado pela Polícia Federal e Ministério Público Federal  na Custo Brasil e é réu por suposta ocultação de propinas.

Segundo um laudo pericial contábil do TSE,  a empresa teria recebido R$ 3,2 milhões de forma irregular da campanha presidencial de 2014 e pode ter sido usada para desvios de recursos eleitorais.

da Redação OEB
com Estadão conteúdo

Link permanente para este artigo: http://oestadobrasileiro.com.br/graficas-da-campanha-dilmatemer-sao-alvos-da-pf-ha-sim-o-que-temer/

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

1 comentário

  1. João Guilherme Maia

    ASSISTI HOJE UM VÍDEO NA INTERNET, EM QUE O LULA PERGUNTA. QUEM É O CULPADO DESSES JOVENS QUE ESTÃO PRESOS, DEVIDO NÃO TEREM DADO OPORTUNIDADES PARA ELES QUANDO TINHAM 7, 8, 9, 10 OU 11!
    Às vezes ele fala tanta “M” que ele dá um tiro no próprio pé. Lula foi justamente o teu governo que não deu oportunidade para esses jovens que você está citando. Simplesmente porque o teu governo foi um governo de mentira, mentira na educação, mentira na saúde, mentira no saneamento básico. Alias o teu governo corruPTo comunista foi um governo com mentira em tudo. A única verdade do teu governo era o plano que você tinha para transformar o Brasil num país comunista, que era para você assumir como o ditador do Brasil, como o falecido Fidel Castro de Cuba, mas você quebrou a sua cara porque o povo brasileiro de bem ama a sua liberdade de expressão e o seu ir e vir e este seu sonho você nunca realizará no Brasil. Tem outra, não adianta você ficar perdendo o seu tempo pela internet com esses seus discursos mentirosos porque o povo brasileiro de bem, agora sabe quem é você, o seu PT e a gangue que o acompanha.

Deixe uma resposta