Categoria: José Nêumanne Pinto

Por que Bolsonaro rifou Bebianno

No fim de fevereiro, começo de março de 2019, fui ao Rio para uma reunião e lá um amigo querido, que conhecera Gustavo Bebianno através de Paulo Marinho, me contou que a verdadeira causa da queda do advogado carioca da assessoria próxima de Jair Bolsonaro foi ele haver avisado ao presidente que o relatório do Coaf enviado à Operação Furna da Onça do MP sobre movimentações financeiras atípicas do assessor e amigão da famiglia Fabrício Queiroz poderia ter consequências mais graves do que de início parecia. Por isso, a revelação feita pelo suplente do senador Flávio do encontro do ex-ministro com o então presidente eleito na toalete de seu escritório no governo de transição me soou verdadeira, confirmando minha certeza de que esse avisp tinha sido dado seria a única explicação plausível para as demissões do subtenente da PM do gabinete do nota zero um na Alerj e da filha deste, Nathalia, funcionária-fantasma do gabinete de Jair na Câmara dos Deputados. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista!

Toffoli socorre sua patota

O presidente do STF, Dias Toffoli, aproveitou para prestar serviços a seus cupinchas políticos corruptos no plantão judiciário assumido pelo ocupante de seu cargo. Autorizou a invasão descabida do PGR, Augusto Aras, nos inquéritos sigilosos de operações como a Lava Jato. A pedido de Alcolumbre e imitando Renan, proibiu cumprimento de mandados de busca e apreensão no gabinete do senador tucano José Serra, aplicando o sórdido foro privilegiado de quem se diz representante do povo só para delinquir. E arquivou delação de Sérgio Cabral que compromete ministros do STJ e do TCU. Lógica corporativista na veia. Mas transferiu para o plenário da Corte julgamento do veto criminoso de Bolsonaro à obrigatoriedade do uso de máscara em templos religiosos, arbitrariedade que põe em risco milhões de vidas. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade e a saúde nos salvarão

Assista!

A FALCATRUA DE MORO

MORO ENVOLVIDO ATÉ O PESCOÇO EM FALCATRUA – Um amigo que tem funcionado como meu assessor jurídico, mas cuja identidade não posso revelar, pois ele ocupa cargo importante e a revelação poderia prejudicá-lo, recebeu num grupo de amigos uma mensagem encaminhada com o título acima em letras capitais. E me mandou a fake news para responder a uma pergunta que lhe fiz sobre a Adin que o AGU e o presidente Jair Bolsonaro encaminharam no sábado 25 ao STF contra o bloqueio de 16 contas e 12 páginas de bolsonaristas no Twitter e no Facebook por veicularem sórdidas mentiras sobre adversários tratados como inimigos. “Canalhice”, ele resumiu. E mais: os tais youtubers têm perfis privados e a AGU é uma repartição pública. Ao assiná-la, o presidente assume responsabilidade de chefe dos autores de mensagens que têm tudo para ser criminosas. Na prática, uma confissão. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista!

Ex-amigo delata Bolsonaro

O Jornal Nacional divulgou a íntegra do depoimento que Paulo Marinho, empresário carioca que emprestou a casa para Jair Bolsonaro gravar seus programas para a campanha eleitoral presidencial de 2018, deu para o MPF, no qual contou que um agente da PF contou a Flávio Bolsonaro que a Operação Furna da Onça tinha sido adiada para evitar prejudicar o pai no segundo turno da eleição com a revelação de movimentação milionária na conta do assessor do hoje senador, na Alerj. O depoimento convence, pois dois argumentos usados para se defender pelo primogênito do presidente Bolsonaro – o interesse do delator, suplente na vaga no Senado, e a tentativa de prejudicar o pai – são tão frágeis quanto o alegado cansaço para demitir Fabrício Queiroz e sua filha Natália dos gabinetes dos então deputados estadual e federal, filho e pai. E Gilmar tirou a sorte grande ao ser sorteado para relatar no STF o 11.º pedido de Flávio para interromper o inquérito sobre o escândalo. Direto ao Assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista!

Não haverá segredos para Aras

A invasão decretada pelo PGR, Augusto Aras, de inquéritos criminais, delações premiadas, relatórios de crimes financeiros e outros documentos sigilosos de todas as operações de combate à corrupção, em especial a Lava Jato de Curitiba, Brasília, Rio e São Paulo, que foi autorizada pelo presidente do STF, Dias Toffoli, fará dele uma espécie de J. Edgar Hoover, que, nos 38 anos em que dirigiu o FBI se tornou o mais poderoso policial do mundo, tendo em mãos a vida íntima de qualquer cidadão norte-americano, do mais humilde ao presidente dos EUA. Segundo o professor Modesto Carvalhosa, a decisão fere o preceito constitucional fundamental do procurador natural, que o torna único responsável pelo sigilo de Justiça de seus processos .
Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista!

Não haverá segredos para Aras

Toffoli e Alcolumbre acobertam Serra

Mandado de busca e apreensão da Polícia Federal e do Ministério Público Federal Eleitoral no gabinete do senador José Serra (PSDB-SP) foi impedido por obstrução decretada pelo presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), com o apoio do presidente do STF, Dias Toffoli, em decisão monocrática no plantão de recesso, contrariando decisão do plenário, segundo a qual não há foro privilegiado de parlamentar se o crime de que é acusado não tiver sido cometido em exercício do mandato. Esta é mais uma evidência de que os suspeitos, acusados, processados e condenados da elite delinquente nacional estão em estado de união indissolúvel para garantir a impunidade dos criminosos de PT, PSDB, seus satélites e da famiglia Bolsonaro. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista o vídeo!

Maior culpado é Bolsonaro

Os militares fingiram-se revoltados com ataque que Gilmar não fez, fazendo de conta que nada têm a ver com malogro do combate à pandemia no Brasil e que não são responsáveis pelo desgaste sofrido pelas Forças Armadas por isso. Na verdade, são apenas cúmplices do maior culpado, que é seu comandante supremo, o presidente Jair Bolsonaro. Fato é que de nada adianta por um profissional da saúde no lugar do general intendente Eduardo Pazuello. Pois a política desastrada do Brasil, que vem sendo criticada veementemente até por seu inspirador, Trump, para esconder o fiasco dele nos EUA, não é comandada pelo cumpridor de tarefas, mas pelo homem da cobra de feiras livres e espaços públicos urbanos, que já vendeu pílula do câncer e agora ministra dexicloroquina. Nem se Deus mandasse Osvaldo Cruz de volta à vida, aquele epidemiologista seria incapaz de desatar esse nó gordio. Direto ao Assunto.
Inté.
E só a verdade nos salvará.
ASSISTA!

A violenta PM de Dória

Uma viúva negra, pobre e periférica, cinco filhos, dois netos, dona de um bar em Parelheiros, São Paulo, sofreu castigo similar ao que matou o norte-americano George Floyd, ao ficar deitada no chão sob a pressão do pé de um policial militar branco, que fazia patrulha com outro companheiro e por pouco não a matou, consumando mais um ato de violência da PM de São Paulo. Nas redes sociais, o superior hierárquico do policial, o governador João Dória do PSDB, manifestou sua “repulsa” e disse que a conduta dos PMs, o agressor e o cúmplice, era “inaceitável”. A corporação informou que ele estão fora de serviço. As atitudes do governador e do comando de sua PM repetem a mesma negligência já adotada em injúmeros incidentes registrados recentemente, que exigem dos oficiais sob cuja chefia trabalham esses celerados atitude mais dura de defesa dos pobres da periferia, que são as primeiras vítimas. Têm de ser expulsos e denunciados à Justiça comum. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista o vídeo!

Gilmar avisa. general ataca

Em resposta ao aviso que o ministro do STF Gilmar Mendes deu ao comando do Exército de que a militarização do Ministério da Saúde, responsável pelo fiasco desastroso do combate à pandemia, prejudica muito a imagem das Forças Armadas, o ministro da Defesa, general Fernando Azevedo e Silva, insultou sua opinião, aliás garantida pelo preceito constitucional do qual Judiciário é guardião, como tendo sido “grave, infundada, irresponsável e, sobretudo, leviana”. Sempre critiquei duramente a cúpula de nosso Judiciário, particularmente o ministro em questão, mas não posso aceitar a resposta malcriada e truculenta de um general que põe sua instituição acima de críticas construtivas, pois, de fato, ela é que sai prejudicada pela imperícia do general Pazuello, tornado definitivo em função provisória, em que se mostra incapaz de coordenar providências na guerra contra a covid-19. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista o vídeo!

Gilmar, Exército e genocídio

O ministro do STF Gilmar Mendes acusou.o Exército de genocida ao assumir de maneira imprópria do Ministério da Saúde a tarefa capital de coordenar os esforços dos Estados e municípios no insano combate à Covid-19. A militarização do trabalho que deveria ser assumido por epidemiologistas e cientistas terminou por permitir o contágio em massa, que faz do Brasil o pior exemplo no resto do mundo na luta contra a maior pandemia dos últimos 100 anos. Outro assunto é o pedido explicações encaminhado pelo ministro do TCU Vital do Rego à Secom pelo uso de dinheiro público para bancar publicidade do governo em canais infantis, em russo e até da contravenção do jogo do bicho. Direto ao assunto. Inté.
E só a verdade nos salvará.

Assista o vídeo!

Carregar mais