Category: Gen Paulo Chagas

Jan 27

Sem disparar um só tiro! Gen Paulo Chagas

Caros amigos A Revolução Democrática de 1964 teve início com larga movimentação de tropas aparentemente antagônicas, e foi vitoriosa sem que fosse disparado um só tiro! Ninguém foi fuzilado como  aconteceu em Cuba e como teria acontecido no Brasil caso os militares não tivessem tomado a iniciativa de realizar aquele “contragolpe preventivo”, conforme a definiu …

Continue a ler »

Jan 23

O exemplo de David Canabarro‏ merece ser revisto – Gen Paulo Chagas

Caros amigos Há alguns anos, escrevi que, apesar do cuidado com que vigiamos, participamos e acompanhamos a evolução dos acontecimentos relacionados à política nacional, somos surpreendidos por informações e posturas alarmantes e até chocantes. Daquela feita, compartilhei o fato de ter sido informado da existência, em território nacional, de um significativo efetivo de mercenários a …

Continue a ler »

Jan 15

Intervenção Militar – Legitimidade versus Legalidade

Caros amigos A Constituição Federal de 1988 não diz que os militares podem intervir na política. Diz que as FFAA destinam-se a garantir as INSTITUIÇÕES, a LEI e a ORDEM, SEMPRE sob a AUTORIDADE SUPREMA DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA, mesmo quando solicitadas a agir por qualquer dos outros poderes (Legislativo ou Judiciário). A CF não …

Continue a ler »

Dez 13

Afinal, quem é que não confia nas FFAA?

Publiquei em meu FB uma entrevista do Ministro Chefe do GSI, Gen Etchegoyen, na qual ele rebate argumentos intervencionistas colocados de forma insidiosa pelos repórteres no exercício do seu papel profissional. Houve-se muito bem o General, limitando-se a responder com a coerência e a responsabilidade que exigem o seu cargo, as informações privilegiadas de que …

Continue a ler »

Nov 23

O caixa dois, os picaretas e as quadrilhas

Em 2012, durante o julgamento do “Mensalão”, a Ministra Cármen Lúcia afirmou: “Acho estranho e muito grave que alguém diga, com toda tranquilidade, que ‘ora, houve caixa dois’ (…) como se fosse algo banal, tranquilo, que se afirma com singeleza. Caixa dois é crime; caixa dois é uma agressão à sociedade brasileira; caixa dois compromete, …

Continue a ler »

Nov 13

O Movimento Comunista Internacional está mais vivo do que nunca.

Caros amigos Quando prestei concurso para a Escola de Comando e Estado Maior do Exército (ECEME), em 1984, fui sabatinado nas seguintes matérias: História, Geografia, Inglês e Movimento Comunista Internacional (MCI). Anos depois, face à imposição de atitudes “politicamente corretas” diante da ascensão da esquerda revolucionária – o antigo inimigo interno – aos postos chaves …

Continue a ler »

Set 21

A vitimização é direito e recurso dos culpados

Caros amigos, José Antônio Dias Toffoli – o advogado petista alçado à condição de Ministro do STF por Lula da Silva, agora réu na Operação Lava Jato – em recente manifestação, afirmou, de forma coerente com seu currículo profissional e, principalmente, com as afeições e compromissos que o levaram à Suprema Corte, que “megaoperações” do …

Continue a ler »

Set 17

O ceticismo e a impaciência trabalham a favor do adversário.

por General Paulo Chagas – Caros amigos Há duas semanas Dilma Rousseff sofreu o impeachment que quase todos queriam e que alguns poucos duvidavam que ocorresse. Não foi uma vitória completa, arrasadora, porque as forças subterrâneas, na clandestinidade, atuaram para salvar parte do poder de combate do inimigo e lograram um êxito ainda não consolidado. …

Continue a ler »

Ago 04

Democracia Direta, será que funciona? General Paulo Chagas

Aparentemente, a chamada Democracia Direta seria uma forma oportuna para contornar a plêiade de picaretas que povoa o Congresso Nacional em número bem maior do que o sugerido por Lula da Silva há algum tempo. A proposta encontra uma falsa coerência quando confrontada com a realidade da primazia do interesse pessoal dos políticos sobre os …

Continue a ler »

Jul 21

O Liberalismo e a natureza humana – General Paulo Chagas

Não sou filósofo, nem tampouco sociólogo. Sou um simples, mas orgulhoso, soldado que exerce o direito de ter opinião. Como não me envergonho de pensar, não me considero dono da verdade, não temo críticas construtivas e inteligentes ou outros ensinamentos mas, principalmente, não temo aperfeiçoar o que penso. Assim, ouso dizer que, embora o homem …

Continue a ler »